Classifique

Existem muitos blogs e sites de conteúdo sobre o mercado imobiliário onde lemos textos com dicas geniais sobre como ser um corretor de sucesso, ou ensinando passos para multiplicar as vendas.

Mas, não sei você, eu sempre fico com aquela famosa sensação de que na teoria é perfeito, o problema é se funciona na prática. E mais, saber quem praticou e obteve esse tão sonhado sucesso nas vendas.

O corretor da Gênesis Netimóveis, Guilherme Hoffman é essa pessoa. Desde 2009, quando começou na captação de imóveis e quatro meses depois se tornou corretor de imóveis, o jovem (23 anos) graduado em Relações Internacionais vem colecionando troféus em sua trajetória de vendas.

Recentemente, Guilherme ganhou o prêmio de destaque do ano de 2013 da Rede Netimóveis, além de ser o número 1 de sua imobiliária desde o início, com reconhecimentos trimestrais e anuais. 

“Qual será o segredo de sucesso na corretagem?“, você pode estar se perguntando. Eu também fiz essa pergunta, por isso, resolvi entrevistá-lo para saber como ter esse sucesso em pouco mais de cinco anos de carreira.

Prepare-se para ler dicas e hábitos que são estratégias para você também ser um corretor de sucesso. Preste atenção nas palavras e frases que destaquei de negrito para torná-las conceitos e hábitos no seu sucesso. Confira!

Entrevista com o corretor número 1 da imobiliária 

1 Quantas horas você trabalha por dia e quantos dias da semana?

A imobiliária sugere que eu trabalhe de 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados de 8h às 13h. Mas para maximizar o meu resultado, sempre atendo meus clientes depois do expediente e até mesmo nos domingos e feriados. Para o corretor não existe dia ou horário ruim, existe a oportunidade. E se não estivermos disponíveis para aproveitá-la, outro corretor certamente estará.

2 Quais são os desafios de uma venda de imóvel?

Vários são os desafios para efetivar uma transação, mas de modo geral nós vendemos informação, sendo assim, é imprescindível entender o passo a passo de uma venda. O pré-atendimento, o atendimento, a burocracia do processo e o pós-venda. Todas as etapas exigem de nós conhecimento, flexibilidade, sensibilidade, transparência e adaptabilidade. Não podemos tratar a venda como sorte, pelo contrário, o negócio concretizado é uma oportunidade bem aproveitada.

3 Como você encara o mercado de trabalho?

O mercado imobiliário é mutável, então busco me reciclar constantemente como, por exemplo, fazendo cursos temporários, para que meu atendimento se torne cada vez mais eficiente. Tenho que adquirir vantagens competitivas em relação à outros corretores.

4 Como você encara o fato de intermediar dois tipos de clientes: proprietário e comprador?

Tento ser neutro. O negócio é bom quando é bom para todas as partes envolvidas. É importante não considerarmos a necessidade e a expectativa de apenas uma das partes e sim a necessidade e a expectativa de ambos. Cabe ressaltar que o proprietário na maioria das negociações ocupará depois a posição de comprador, então também é importante ele ter a certeza de que está fazendo um bom negócio. Sem contar que um comprador fidelizado será seu maior parceiro comercial, pois posteriomente ele indicará a você vários clientes.

5 O que você considera como um bom diferencial na hora do atendimento?

Prezo sobretudo por deter o conhecimento. Tendo o conhecimento, certamente teremos vários diferenciais, mesmo que eles sejam desenvolvidos com o tempo.

6 Em sua opinião, os preços estão justos?

Infelizmente ainda existem muitos profissionais desqualificados e especuladores, que avaliam os imóveis por preços totalmente incoerentes com a realidade do mercado. Há também os proprietários que super estimam os preços dos seus imóveis, agregando principalmente valores sentimentais aos mesmos. Mas sempre digo que quem quer vender pede o preço real praticado no mercado. Uma de nossas funções é apresentar para os proprietários uma avaliação mercadológica sensata, para que os imóveis deles sejam vendáveis.

7 Pontue duas estratégias que você adota para conquistar o cliente

Ser formal e eficiente no atendimento. A formalidade equilibrada remete à ideia de propriedade e segurança e um atendimento eficiente é indispensável em um mercado competitivo como o nosso.

8 Você saberia falar quantos imóveis já vendeu durante esses anos? Você concorda que lida com o sonho de seu cliente?

Em aproximadamente 5 anos de mercado, estimo que já vendi aproximadamente 160 imóveis. Concordo, pois todo brasileiro sonha em ter sua casa própria. Certa vez, vendi um imóvel para um cliente que morou por 2 anos em um barracão da casa dos pais, que estava em condições precárias de moradia. Ele se sacrificou para não pagar aluguel e poder juntar dinheiro para dar de entrada na compra de um imóvel. Ele renunciou várias coisas para economizar e se manteve engajado para realizar o sonho de morar na casa própria. Foi emocionante participar desta conquista.

9 Como você administra vida pessoal e trabalho?

Não levo os problemas e desafios da profissão para a minha casa.

10 Você utiliza técnicas de Relações Internacionais na corretagem?

Sim, principalmente técnicas de negociação e barganha. Considero que ser graduado em Relações Internacionais é uma vantagem competitiva, pois além de ser corretor, detenho outros conhecimentos para além da profissão.

Definições de um corretor de imóveis de sucesso e uma mensagem motivadora

Em uma frase Guilherme Hoffman definiu:

  1. A corretagem: Uma profissão multiaspectual;
  2. O segredo para ter sucesso nas vendas: Muita dedicação e vontade de ser o melhor;
  3. Trabalha em equipe:Sim, mas o resultado é individual;
  4. Venda exclusiva:S/R;
  5. Paixão pela profissão: Com certeza. Essa é uma profissão muito satisfatória;

Mensagem motivadora aos corretores que buscam bater metas e se destacar nas vendas:

Busque sempre ser o melhor, pois o segundo lugar é o primeiro a perder.