Blog page
site-mobile-dinamico-responsivo-adaptativo-diferenca
Site mobile para imobiliária: um guia completo para adquirir o melhor
4.67 (93.33%) 3 votos

O que é site mobile para imobiliária? É a versão adaptada do seu site clássico para ser acessado em tablets e celulares smartphones.

Atualmente, ter a versão mobile do seu site é um requisito fundamental para ranqueamento no Google, pois, o buscador está cada vez mais preparado para oferecer aos usuários o melhor resultado para suas buscas.

E quais são esses melhores resultados? São os sites que oferecem conteúdo relevante para o usuário consumi-lo da telinha de seu smartphone, como se estivesse o acessando do computador.

O site da sua imobiliária tem a versão mobile? E qual é o melhor: m. ou responsivo para o mercado imobiliário?

Neste guia vamos falar tudo o que você precisa saber sobre site mobile e o que é importante considerar na hora de contratar o desenvolvimento do site para imobiliária.

  1. Site mobile é indispensável hoje
  2. Não basta ser um site que adapta: precisa ter qualidade para o Google
  3. Tipos de site mobile
  4. Responsivo x Adaptativo (m.)x Dinâmico
  5. Qual é o melhor para sua imobiliária?
  6. Qual deles o Google prefere?
  7. A opinião do especialista Pedro Dias (ex-Google)
  8. O que indicamos?

Site mobile é indispensável hoje

site-mobile-crescimento

Gráfico do Google Analytics que revela o crescimento dos acessos aos sites mobile de imobiliárias clientes do Fantástiko.

Talvez você ainda não tenha se atentado para um fato: o uso de smartphones e dispositivos móveis para navegar na internet e nas redes sociais já ultrapassou de um computador. Isso já não é mais uma tendência, o comportamento mobile dos usuários na internet é algo que inclusive tem toda a atenção do Google. E se a sua imobiliária ainda não deu atenção para isso, confira os dados abaixo sobre o comportamento mobile atualmente, e veja porque é importante ter um site mobile:

  • 56% dos internautas brasileiros acessam a internet usando um dispositivo móvel, segundo dados do e-Marketer;
  • 61% das pessoas confirmam que opinam melhor sobre marcas que oferecem uma experiência móvel positiva;
  • 48% das visitas nos sites das imobiliárias, clientes do Fantástiko, são acessadas pelo smartphone, uma empresa em especial tem a média de 69% no mês;
  • Desde 2015, mais da metade das pesquisas no Google foram realizadas por dispositivos móveis e o número de acessos só tem aumentado;
  • Desde abril, sites que têm a versão mobile têm as melhores posições nos resultados do Google, nas buscas pelo smartphone;
  • Recentemente, o Google apresentou o Mobile First, uma nova maneira de ranqueamento de sites: em vez de considerar a versão desktop do site para a classificação passará a priorizar a versão mobile.

Restam dúvidas de que ter um site mobile é indispensável hoje para a sua imobiliária? E o que queremos frisar é que não basta somente ter a versão mobile do seu site, mas atentar para a qualidade dele, para que seja produzido dentro dos critérios de qualidade do Google.

Não basta ser um site que adapta: precisa ter qualidade para o Google

site-mobile-dinamico-responsivo-adaptativo

Para o Google, a qualidade deve ser pensada na melhor experiência do usuário, levando em consideração o tamanho da tela do dispositivo móvel, a disposição do conteúdo e como acontecerá essa navegação no site.

Um site mobile de qualidade tem que ter três características: performance, conteúdo e usabilidade, para que tenha bom posicionamento no buscador.

Performance: o tempo de carregamento do site é um importante critério. No Brasil, a qualidade do 3G é 30% pior do que a média no mundo e nem todos têm o smartphone “top de linha” com desempenho para abrir um site mobile. Por isso, é importante que a  versão mobile tenha alta performance, e o Google leva isso tão a sério que criou uma ferramenta de avaliação dos sites mobiles. Confira avaliação da performance do site de um de nossos clientes AQUI;

Conteúdo: a versão mobile deve entregar para o usuário as mesmas páginas da versão desktop, com conteúdo otimizado e priorizado corretamente. O Google hoje indexa primeiro o site mobile, por isso, é importante ter as mesmas páginas para que não perca posições no ranqueamento no buscador;

Usabilidade: o site mobile deve oferecer a melhor experiência para o usuário, pensando que é uma “tela pequena sendo clicada por um dedo grande”, por isso, a tela deve estar bem configurada, os botões dimensionados corretamente e os tamanhos das fontes devem estar legíveis. O que é mais importante deve estar claro e acessível para o usuário.

Tipos de site mobile

Existem três tipos de configurações de site mobile, atualmente: Adaptativa (também chamada m.), Dinâmica e Responsiva, cada uma ideal para um perfil de negócio.

Sites adaptativos (m.), também chamados “URLs separadas”, são versões criadas para abrir especificamente no celular smartphone e dispositivos móveis. Possui duas estruturas do mesmo site, sendo acessadas em endereços diferentes: www.seudomínio.com.br e m.seudomínio.com.br

Sites responsivos são sites que reposicionam e ajustam todos os elementos das páginas ao tamanho da tela de determinado dispositivo, mantendo todo o conteúdo do site. Ou seja, um único site se adapta a todos os tamanhos de telas. O mesmo site é acessado tanto do computador quanto do smartphone.

Sites com configuração dinâmica são mais otimizados do que sites com as outras duas configurações, pois, têm melhor performance do que os sites responsivos (carrega somente o conteúdo que estará visível para o usuário) e em relação aos sites adaptativos a performance é igual, porém, se destacam em SEO por manterem o mesmo domínio.

Para o mercado imobiliário os dois tipos mais usados são sites m. e responsivos. Muitas agências e profissionais de tecnologia estão vendendo mais sites responsivos alegando: “o Google disse que somente o responsivo é ranqueado”. O Google já deixou claro que qualquer um dos três tipos de site mobile, configurados dentro de seus critérios, são classificados igualmente.

Mas, agora, para escolher qual configuração usar para o seu site, é importante considerar as particularidades e características desses três, e sempre pensando na melhor experiência do seu cliente ao acessá-los.

Responsivo x Adaptativo (m.) x Dinâmico

site-mobile-dinamico-responsivo-adaptativo-diferenca

Vamos apresentar as principais características de ambas as versões mobile para sua avaliação com o profissional na hora de escolher. Vale lembrar você um dado muito importante: o volume de pesquisas mobile ultrapassou o volume de pesquisas em desktop, desde outubro de 2015.

Site mobile responsivo: seusite.com.br – para ser acessado tanto no computador quanto no smartphone

O site responsivo reposiciona e ajusta todos os elementos das páginas ao tamanho da tela de determinado dispositivo, mantendo todo o conteúdo do site, e dentre suas principais características estão:

  • Não duplica conteúdo, pois, usa as mesmas URLs do site versão desktop, ou seja, ele se adapta ao tamanho da tela;
  • Não é necessário manutenção extra de programação, mas, qualquer alteração de layout deverá ser adaptada e testada em qualquer tamanho de tela;
  • O HTML, JavaScript e CSS são os mesmos, sendo assim, o site responsivo perde em performance, pois, carrega sempre toda a configuração em todos os dispositivos;
  • Não há preocupação em detectar User-Agents (identificação de dispositivo que está acessando o site), uma vez que não muda a configuração.

Site mobile m. (URLs separadas): m.seusite.com.br ou seusite.com.br/m/ – para acessos em dispositivos móveis

Inicialmente, quando começou a ser desenvolvido, o m. era usado como o “segundo site da empresa”, mas, com o comportamento cada vez mais móvel, muitas empresas estão investindo na melhor usabilidade de seus clientes no site m., principalmente empresas do mercado online. Entre as características do site adaptativo estão:

  • Como é um site desenvolvido para smartphone, ele é criado pensando na usabilidade do cliente sendo um site performático e otimizado para dispositivos móveis;
  • Pode duplicar conteúdo, pois, são necessárias URLs diferentes para cada configuração de site, mas configurando corretamente as tags rel=”canonical” e rel=”alternate”, não haverá problema de duplicidade para o Google;
  • O HTML, JavaScript e CSS são diferentes, o que torna o site mais otimizado para cada tipo de dispositivo, pois, carrega somente o conteúdo pré-determinado para ser acessado de cada dispositivo;
  • Será necessário detectar User-Agents, em conjunto com redirecionamentos e mapeamento de URLs corretamente, para entregar ao dispositivo determinado site com a configuração adequada;
  • Por se tratar, tecnicamente, de um site separado, precisa de manutenção extra para a programação. Já o conteúdo pode ser acessado do mesmo CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) como ocorre com os sites m. do Fantástiko, evitando as manutenções extras.

Site dinâmico: seusite.com.br – otimizado para carregar somente o que é necessário em cada dispositivo

Também chamado “Dynamic Serving”, o site dinâmico tem a principal característica de ser uma ferramenta eficiente para a divulgação de conteúdo (produtos, imagens, notícias, formulário etc) na web de maneira funcional, por meio de um sistema de gerenciamento de conteúdo, que inteligentemente entrega o conteúdo específico para cada dispositivo que acessa o site, dentre essa estão outras características como:

  • Carregamento das páginas na mesma URL, ou seja, o conteúdo não é duplicado;
  • O HTML, JavaScript e CSS podem ser diferentes, dependendo do dispositivo que acessa o site, o que o torna mais otimizado pela possibilidade de controlar o carregamento do conteúdo que será acessado em cada tamanho de tela;
  • Por isso, será necessário detectar User-Agents;
  • Por ser tecnicamente considerado um site separado, que utiliza a mesma URL, precisa de manutenção extra para a programação. Já o conteúdo pode ser acessado do mesmo CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) como ocorre com os sites m. do Fantástiko, evitando as manutenções extras.

Quer receber mais informações e orientações de um de nossos consultores? Eles estão prontos para ajudar você, clique aqui!

Qual é o melhor para sua imobiliária?

site-mobile-dinamico-responsivo-adaptativo-para-imobiliaria

Você sabe que precisa prestar atenção à três características essenciais em um site mobile: performance, usabilidade e conteúdo. Pensando nelas, vamos falar sobre as vantagens e desvantagens de cada tipo de site mobile que é importante você considerar.

Usabilidade: adaptação em todos os dispositivos

O site responsivo irá se comportar adequadamente em cada uma das telas dos dispositivos móveis como na tela do computador. O site m., por sua vez, será aberto somente no smartphone. Já o site dinâmico se adapta de acordo com a configuração desenvolvida.

Tablet não é smartphone

Por esse motivo o m. não estará disponível para esse dispositivo que acessará o site na versão clássica, o que pode prejudicar a exibição de um ou outro elemento. Atualmente, os sites de imobiliárias têm uma taxa de abertura pelo tablet baixa, cerca de 2 a 3%, por isso, ter a versão clássica adaptada para ser aberta no dispositivo é o ideal para uma imobiliária.

Conteúdo: gestão unificada

Para a maioria dos desenvolvedores e para o Google somente o site responsivo utiliza o mesmo código HTML e CSS diminuindo o custo com manutenção. Salvo, porém, o site m. desenvolvido pelo Fantástiko, que replica todo o conteúdo diretamente de um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) criado especificamente para que não haja esse custo a mais.

O nome do sistema é Via Control, onde o conteúdo do site versão clássica é o mesmo exibido nos smartphones de seus clientes. Sendo assim, ambos têm a vantagem da gestão unificada;

Usabilidade e a conversão

A conversão e usabilidade em todos os três tipos de site mobile depende mais dos desenvolvedores cumprirem os critérios do Google e da qualidade da programação. Mas, em relação às características de cada tipo, o site responsivo exige uma atenção especial para a usabilidade, além da adaptação em cada dispositivo. O ideal é o site ser desenvolvido de acordo com as técnicas Mobile First.

No quesito usabilidade, os sites dinâmicos e m. saem na frente por serem pensados para oferecer rapidamente o conteúdo prático para o usuário ter a finalidade que deseja. Em teste de conversão de contato, realizados pelo Fantástiko, os sites m. para imobiliárias têm resultados superiores aos dos sites responsivos;

Performance: lentidão e tempo de carregamento

Um dos critérios de ranqueamento do Google é a velocidade de carregamento do site, e isso também está nas mãos do desenvolvedor, ao aplicar técnicas de otimização. Mas pensando nos três tipos, nesse quesito, o site m. e o site dinâmico são mais eficientes por causa da entrega inteligente do conteúdo do site para o dispositivo onde está sendo acessado.

Em relação ao m., os sites dinâmicos levam vantagem por não terem que redirecionar URL. E, ainda, é importante considerar que se as imagens no site responsivo ou no dinâmico estiverem reduzida somente no tamanho visual, consequentemente o carregamento será mais lento. Ambos vão necessitar de vários tamanhos para a mesma imagem, ou seja, um arquivo no tamanho ideal para cada dispositivo. No caso do m., não ocorre essa necessidade por todo o conteúdo ser feito especificamente para mobile.

Mas e o custo?

Em geral, os projeto são precificados de acordo com o tempo de desenvolvimento, que está diretamente ligado à qualidade do site também. Por isso, é importante se atentar para o melhor custo x benefício, levando em consideração todos os itens de qualidade que foram citados neste post.

O tempo do responsivo é menor do que o do m. no mercado, mas considerando a qualidade e cumprimento dos critérios Mobile First, o tempo de desenvolvimento deverá ser maior e consequentemente o valor do site também.

Já no caso dos sites desenvolvidos pelo Fantástiko, tanto o m. quanto o dinâmico tem um tempo de desenvolvimento menor, por causa da plataforma específica de programação já estar pronta e seguir todos os critérios de performance e otimização do Google. O que tornam ambas as versões mais interessantes para o mercado imobiliário pelo melhor custo x benefício.

Qual deles o Google prefere?

site-mobile-qual-o-google-prefere

As três versões de site mobile: responsiva, adaptativa e dinâmica são lidas e incentivadas pelo Google, pois, ele pensa na melhor experiência para o usuário. Sites em versão clássica, somente para desktop, está totalmente obsoleto para o buscador.

O Google tem dado cada vez mais preferência e visibilidade para os sites que tenham a versão mobile nos resultados de suas buscas. A última novidade anunciada é que sites mobile que estejam diferentes da versão desktop, serão prejudicados no ranqueamento por não oferecerem as mesmas páginas e recursos para o usuário.

É importante salientar que o site pode exibir versões diferentes, mas precisa entregar as mesmas páginas e recursos pensando na melhor experiência do usuário, como o Google exige: performance, usabilidade e conteúdo.

A opinião do especialista Pedro Dias (ex-Google)

Entrevistamos Pedro Dias, consultor SEO, que já trabalhou no Google, para trazer a opinião de um especialista sobre qual é o melhor site mobile para uma imobiliária, e ele logo reforçou que é importante para uma imobiliária ter o site mobile por conta desse dado: “Em outubro de 2015, o Google divulgou que o volume de buscas feitas em dispositivos móveis já ultrapassou o volume de pesquisas feitas em desktop”.

Ex-Google Search Quality, Pedro enfatiza que o buscador está cada vez mais focado em oferecer o melhor conteúdo ao usuário no mobile: “O Google precisa refletir os desejos e necessidades dos seus usuários. Certamente, para a maioria das pessoas que usam a internet, essa necessidade é mobile”.

Para o mercado imobiliário o especialista indica a versão dinâmica, “se eu tiver que fazer uma recomendação, eu indicaria focar em configurações que sejam mais amigáveis possível para os usuários. Discordo que tudo seja responsivo, ou que a melhor solução seja responsivo por padrão. Citando o meu artigo, por exemplo: seu site é um site onde pessoas consomem e leem conteúdo ou tomam ações e compram produtos? (…) talvez seja melhor pensar em uma configuração Dynamic Serving”.

Para concluir, Pedro Dias orienta: “se as recomendações documentadas forem seguidas, o site tem grandes chances de ser considerado ‘amigável para o Google’. Porém, toda a recomendação e documentação deve ser usada justamente com o bom senso e tendo em consideração a funcionalidade do site durante as fases de planejamento e desenvolvimento do site”.

Você pode conhecer todos os detalhes técnicos que diferenciam cada versão no post que Pedro Dias publicou em seu site: Qual tipo de site Mobile o Google prefere?

O que indicamos?

Além de conhecer detalhes técnicos é importante você analisar o que o profissional está propondo à você. Faça uma leitura sobre o perfil da empresa e ainda sobre a postura do vendedor para que não seja prejudicado por um argumento “técnico” infundado e enganoso. Se disserem para você “Responsivo é melhor”, questione e lembre-se que os três tipos são classificados pelo Google.

Para fazer uma análise melhor do profissional ou da empresa que vai criar a versão mobile de seu site, peça para ele mostrar os sites que já desenvolveu e teste o site usando a ferramente Page Speed do Google, clique aqui para acessar a ferramenta. Lembrando que os sites desenvolvidos pelo Fantástiko atenderam a todos os critérios.

Considerar as características de cada tipo é importante na hora da decisão de qual site mobile desenvolver para sua imobiliária. Não existe versão pior ou melhor, existe a versão que se encaixe melhor às necessidades e possibilidades do seu projeto.

Se o seu projeto é um blog ou um site institucional, indicamos que seja responsivo, já para imobiliárias que possuam pesquisa de imóveis e formulários de contatos, indicamos o site dinâmico ou m.

site-mobile-consultoria